28 outubro 2012

in: DE AMOR ARDEM OS BOSQUES



há lembranças que matam
há bosques onde os amados vivem para sempre
 
há um cutelo de água nas fontes
quando as palavras voam para muito longe
 
há a noite
e os cães que dormem em cordas de sono
em vogais de vento e abandono
 
há barcos que deslizam no horizonte
muito lentamente
e as estrelas descem por dentro dos mastros
na noite
 
há uma orquídea azul que se suicida
onde começa o teu nome

**

há um relâmpago martirizado em meu peito de cambraia
que teima em brotar laranjas de fogo

há um peixe alucinado que canta desmedido
em um céu de cisternas e serpentes

é dezembro, e os girassóis recolhem-se para dentro
- atravessam meu peito de agonia e ouro -
rasgam lenços de seda em minha casa d'Oriente

há sinos de sangue em molduras de sombra e vento
o Sol ilumina um jardim oculto
que te transforma em fonte
 
Maria Azenha






20 comentários:

  1. Fico sem palavras.
    Lindo.
    Um grande bj e bom domingo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. obrigada, Gisa
      excelente semana para ti.

      um beijo.

      Eliminar
  2. A música a ligar à orquídea azul...

    beijos

    ResponderEliminar
  3. Também eu já vi um pássaro

    suicidar-se

    por um grão de areia

    Belo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. por um grão de areia... :)))
      és um imenso mar

      beijo, Eufrázio.

      Eliminar
  4. Muito bom professor de música Einaudi e até mesmo as palavras de Angela
    Beijos doce Vento

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. sempre tão gentil, Maurizio :))
      gosto quando passas por aqui :)

      beijos.

      Eliminar
  5. Há sintomas fortes de Outono por aqui...
    Adorei o video.
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. o outono é uma estação mágica, Lilá(s) :)

      beijo.

      Eliminar
  6. Há uma orquídea branca que vive, vive feliz, com o calor de uma querida e máscula mão.
    Num bosque encantado, com música linda que vai directa ao coração.
    O girassol espera pelo Verão para seguir o Sol como uma ilusão.
    Gostei muito.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hanaé :) gostei de encontrar-te aqui :)
      bem vinda a este lugar
      que, por ser de vento, às vezes é brisa doce
      outras...
      é um vendaval ;)))!!!

      espero que voltes.
      beijo.

      Eliminar
  7. continuava sentado nesse "Bosque" onde estive até agora a deliciar-me com o som da Poesia e da música...!!

    senti tudo...!!

    até

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. nos bosques há bruxas más! e duendes!

      ...era uma vez uma bruxa que habitava um bosque, usava um chapéu alto, tinha um nariz comprido e um riso feio, montava uma vassoura e vagueava pela noite, mas cuidava do seu bosque.

      até, Sergio

      Eliminar
  8. Escolheste 2 magníficos poemas da autora.
    Gostei de ambos.
    Querida amiga, bom feriado e bom fim de semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. obrigada Barcelli

      bom fim de semana também para ti, querido amigo.
      beijo.

      Eliminar
  9. Sonhei, apreciei e entendi a poesia!
    "O que seria do homem sem a natureza e a poesia?
    Lindo demais! Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. e a natureza quem melhor do que tu para retratá-la na poesia das tuas imagens?!
      gostei de te veer por aqui, Tossan
      beijo.

      Eliminar
  10. Um belo poema, já que o músico apenas o descobri na sexta-feira:-))Maravilhoso conjunto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. é claro que não te esqueço...
      já tinha dado pela tua falta :)))
      grata pela tua presença
      volta sempre, Não me esqueças...

      :))

      Eliminar