06 dezembro 2012

POEMA e... FELIZ NATAL!

ARTE POÉTICA

o poema não tem mais que o som do seu sentido,
a letra p não é a primeira letra da palavra poema,
o poema é esculpido de sentidos e essa é a sua forma,
poema não se lê poema, lê-se pão ou flor, lê-se erva
fresca e os teus lábios, lê-se sorriso estendido em mil
árvores ou céu de punhais, ameaça, lê-se medo e procura
de cegos, lê-se mão de criança ou tu, mãe, que dormes
e me fizeste nascer de ti para ser palavras que não
se escrevem, Lê-se país e mar e céu esquecido e
memória, lê-se silêncio, sim tantas vezes, poema lê-se silêncio,
lugar que não se diz e que significa, silêncio do teu
olhar doce de menina, silêncio ao domingo entre as conversas,
silêncio depois de um beijo ou de uma flor desmedida, silêncio
de ti, pai, que morreste em tudo para só existires nesse poema
calado, quem o pode negar?,que escreves sempre e sempre, em
segredo, dentro de mim e dentro de todos os que te sofrem.
o poema não é esta caneta de tinta preta, não é esta voz,
a letra p não é a primeira letra da palavra poema,
o poema é quando eu podia dormir à tarde nas férias
do verão e o sol entrava pela janela, o poema é onde eu
fui feliz e onde eu morri tanto, o poema é quando eu não
conhecia a palavra poema, quando eu não conhecia a
letra p e comia torradas feitas no lume da cozinha do
quintal, o poema é aqui, quando levanto o olhar do papel
e deixo as minhas mãos tocarem-te, quando sei, sem rimas
e sem metáforas, que te amo, o poema será quando as crianças
e os pássaros se rebelarem e, até lá, irá sendo sempre tudo.
o poema sabe, o poema conhece-se e, a si próprio, nunca se chama
poema, a si próprio, nunca se escreve com p, o poema dentro de
si é perfume e é fumo, é um menino que corre num pomar para
abraçar o seu pai, é a exaustão e a liberdade sentida, é tudo
o que quero aprender se o que quero aprender é tudo,
é o teu olhar e o que imagino dele, é solidão e arrependimento,
não são bibliotecas a arder de versos contados porque isso são
bibliotecas a arder de versos contados e não é o poema, não é a
raiz de uma palavra que julgamos conhecer porque só podemos
conhecer o que possuímos e não possuímos nada, não é um
torrão de terra a cantar hinos e a estender muralhas entre
os versos e o mundo, o poema não é a palavra poema
porque a palavra poema é um palavra, o poema é a
carne salgada por dentro, é um olhar perdido na noite sobre
os telhados na hora em que todos dormem, é a última
lembrança de um afogado, é um pesadelo, uma angústia, esperança.
o poema não tem estrofes, tem corpo, o poema não tem versos,
tem sangue, o poema não se escreve com letras, escreve-se
com grãos de areia e beijos, pétalas e momentos, gritos e
incertezas, a letra p não é a primeira letra da palavra poema,
a palavra poema existe para não ser escrita como eu existo
para não ser escrito, para não ser entendido, nem sequer por
mim próprio, ainda que o meu sentido esteja em todos os lugares
onde sou, o poema sou eu, as minhas mãos nos teus cabelos,
o poema é o meu rosto, que não vejo, e que existe porque me
olhas, o poema é o teu rosto, eu, eu não sei escrever a
palavra poema, eu, eu só sei escrever o seu sentido.
José Luís Peixoto



35 comentários:

  1. Esse sem dúvida é o texto do ano! Gostaria de saber escrever assim. Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. matei saudade agorinha mesmo, lá no teu Tossan, e nosso também.

      sou-te grata pelo teu carinho amigo desde sempre, moço bonito.
      que 2013 seja o primeiro melhor de todos os teus anos.

      abraço grande, amigo meu.

      Eliminar
  2. Querida amiga

    O poema
    é a plenitude
    da vida.
    Diante de palavras
    tão belas,
    sentimos acordar poemas em nós,
    que nos tomam nos braços,
    e nos acalmam a vida...

    Que amar seja para ti
    o objetivo de cada instante.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. amigo meu, eu diria que o poema é a própria vida suspensa de certas palavras desejadas, amadas, precisadas.

      aguardemos as surpresas do ano vindouro
      e que sejam felizes e promissoras.

      beijo, querido amigo, feliz transicção de ano ;)

      Eliminar
  3. José Luis Peixoto... é simplesmente fantástico! Adoro as suas palavras :)
    Beijito.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Secreta,
      posso dizer-te, apenas, que José Luís Peixoto é uma pessoa muito bonita, basta pegar num livro seu e olhar nos olhos dele, mesmo antes de o ler.

      beijo.

      muito feliz 2013!

      Eliminar
  4. Poema é tanta coisa, que é difícil enumerá-las a todas. Mas este texto descreve-o muito bem. Uma excelente escolha!

    Beijo, bom domingo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. olá Isa,

      tuas palavras sempre muito lúcidas!
      a própria vida será um poema, se quisermos, mas este poema de José Luís Peixoto, para mim, é o amor na sua plenitude.

      feliz 2013!
      beijo

      Eliminar
  5. Minha querida

    A minha admiração por José Luís Peixoto é imensa, ele escreve com muita beleza e lucidez e tem tantas entrelinhas que devemos ler também.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. querida Sonhadora

      o que me encanta na escrita, é precisamente tudo quanto adivinhamos [ou julgamos que sim] nas entrelinhas, o segredo não anunciado mas denunciado. o poema enquanto metáfora, para mim, é qualquer coisa de sublime e magnifico, e essa é, inconscientemente, a minha busca primeira e alimento.

      desejo-te felicissimo 2013, querida amiga.

      Eliminar
  6. Cada vez mais cresce a minha admiração por José Luís Peixoto! tomara saber assim transmitir sentimentos.
    Mais uma boa escolha.
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. bom, se puderes estar com ele ao vivo, vais adorar. é pessoa linda e informal. parece alguém muitas vezes triste, sempre saudoso de quem perdeu, mas quando o ouves sentes a força do viver e se o olhares podes ver-lhe a alma nos olhos! e sobretudo tem para ti todo o tempo que tu quiseres sem precisar de fazer marcação ;), e todo o mundo que estiver atrás de ti vai esperar com a maior das paciências, faça chuva ou faça sol ;)
      eu adorei conhecê-lo, numa tarde de chuva, daquela irritante que nos molha até aos ossos...rsss

      beijo, Lila(s)

      feliz ano novo!


      Eliminar
  7. Querida amiga
    Vim agradecer sua carinhosa presença lá no meu cantinho.
    Eu vim também lhe oferecer dois selinhos, um de 700 seguidores e o outro com o desejo de Feliz Natal.
    http://www.mariaalicecerqueira.com/
    Abraço muito amigo
    Maria Alice

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. sou eu que agradeço teu carinho de sempre, Alice.
      teus mimos podes encontrar clicando na imagem do canto superior direito.

      Natal com muita paz e amor!
      Feliz Ano Novo!

      beijo.

      Eliminar
  8. Escolheste um excelente texto.
    E eu nem sequer aprecio tudo o que o JLP erscreve...
    Um beijo, querida amiga.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :))
      o amor em toda a sua plenitude, é o que eu penso deste poema.
      beijo, querido amigo.

      Eliminar
  9. ‎.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•★♥ Hoje venho desejar saúde, paz, amor e muita alegria... FELIZ NATAL! para ti querida amiga

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. obrigada Lilá(s)

      e que o Novo Ano nos traga surpresas mais felizes do que as já anunciadas :(

      beijinho, querida amiga.

      Eliminar
  10. Querida amiga

    Que neste Natal,
    diante das pessoas que amamos,
    possamos ofertar a elas,
    o melhor presente
    que desejassem receber:
    Nossa vida...
    Nosso carinho...
    Nosso coração.

    Para quem crê na vida,
    Natal se faz a cada dia.
    Que assim seja o Natal
    Em tua vida.

    Aluísio Cavalcante Jr.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. é verdade Aluísio, mais que nunca o Natal não como caridade hipócrita, mas como cumplicidade e partilha constantes com tanta gente que precisa de nós pelas mais variadas razões.

      festas felizes, querido amigo.

      Eliminar
  11. Desejando "pessoalmente" os meus votos de um FELIZ NATAL com cheiro a musgo e a caruma na magia que nos cabe reinventar :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. foste muito gentil em ter vindo "pessoalmente", Daniel ;)
      obrigada

      festas felizes para ti também

      Eliminar
  12. José Luís Peixoto não se lê, de ânimo leve. Tem muito talento, mas nem sempre compreendo os estados de alma dele.
    Provavelmente, se eu fosse escritora, ele não entenderia os meus.

    FELIZ NATAL E BOM ANO NOVO.

    Beijo da Luz.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. porque ele escreve compulsivamente, penso que o faz com quem se expurga, há sempre referencias familiares, problemas existenciais, saudades e perdas que insiste em manter vivas.
      por vezes não é fácil lê-lo, dou-te razão.
      gosto muito dele, mesmo assim.
      festas felizes, Luz.
      beijinho.



      Eliminar
  13. Além de desejar que tudo esteja bem contigo, venho desejar que a passagem para 2013 seja de muita luz harmonia e Paz e muita FORÇA.
    Beijinhos
    ೋღღೋ
    ೋ ♫ FELIZ ANO NOVO ♫ ೋ
    ೋღღೋ

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. obrigada querida amiga
      muita alegria na passagem do teu ano:)
      2013, muito feliz e com muitas surpresas boas:)

      beijinho

      Eliminar
  14. Post lindíssimo! Ando viajando por aí...
    Feliz Ano Novo e um beijo especial de
    Boas Festas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tossan :)

      viajando por aí pressupõe uma excelente de ano novo:)
      que assim seja:)

      feliz ano novo com muita poesia no olhar
      e no coração

      beijo grande, querido amigo

      Eliminar
  15. Há um dia que é necessário ousar
    e partir para não voltar.
    Adeus Vento.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. vai Hannaé, vai em paz!
      eu por mim,
      ainda fico mais uns tempos!
      essa é uma decisão tomada em liberdade, dentro do peito!
      adeus, Hannaé
      obrigada por me teres visitado.

      Vento

      Eliminar
  16. Olá, amiga do Vento!

    Obrigada pelos comentários, que deixou nos meus blogues.

    Vou repetir-me, mas nestas alturas, as pessoas dizem sempre o mesmo e eu não consigo ser original.

    FELIZ ANO NOVO, COM SAÚDE, PAZ E MUITAS VENTURAS.

    Comecemos a renovação, a tal folha em branco, em cada um/a de nós. Depois, será mais fácil.

    Beijinho da Luz.

    ResponderEliminar
  17. Olá, amiga!

    Acabei de fazer, mesmo agora, um agradecimento, aqui, mas pediu-me endereço de e-mail e palavra passe e receio não ter ficado registado.

    Obrigada pelos seus comentários nos meus dois blogues.

    DESEJO-LHE, IGUALMENTE, UM BOM ANO NOVO, COM SAÚDE, PAZ E FELICIDADES.

    Beijinhos da Luz.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :))) gosto desse teu "ar" directo, firme e verdadeiro:)
      gosto de ver-te por aqui, olhas nos olhos da gente :)

      e tens razão, é este um dos momentos em que o incómodo de visitar os amigos reside precisamente em dizer tudo, quase igual, para toda a gente.
      mas este é também o momento em que todos nos perdoamos por não sabermos como inventar outros dizeres, diferentes para cada um :))

      beijinho

      FELIZ ANO NOVO :))

      Eliminar