13 fevereiro 2014

QUILÓMETRO DEZASSEIS



Duy Huynh


[...]
à procura, procura do vento. Porque a minha vontade tem o tamanho de uma lei da terra. Porque a minha força determina a passagem do tempo. Eu quero. Eu sou capaz de lançar um grito para dentro de mim, que arranca árvores pelas raízes, que explode veias em todos os corpos, que trespassa o mundo. Eu sou capaz de correr atrás desse grito, à sua velocidade, contra tudo o que se lança para deter-me, contra tudo o que se levanta no meu caminho, contra mim próprio. Eu quero. Eu sou capaz de expulsar o sol da minha pele, de
vencê-lo mais uma vez e sempre. Porque a minha vontade me regenera, faz-me nascer, renascer. Porque a minha força é imortal.

José Luís Peixoto
in: Cemitério de Pianos






ATÉ BREVE






12 comentários:

  1. Respostas
    1. obrigada Lilá(s)
      foi saber que entendeste
      e gostaste
      gosto da tua amizade, amiga

      beijo.

      Eliminar
  2. Lindas palavras.
    Acredito que querer é poder.
    Mas acredito mais ainda que o poder do querer está na nossa atitude diante dos desafios da vida.
    Sou e somos capaz se quisermos. Nascemos e renascemos.
    Um grande abraço.
    Paz e Luz em seus dias.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. é isso mesmo, Cantu:
      somos capazes se quisermos
      e queremos.
      no teu abraço


      Eliminar
  3. Tive o privilégio de um dia (ele) me ter dedicado um post :)

    beijo amigo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :)) é bom, ser homenageado :)

      beijo amigo, Daniel.

      Eliminar
  4. Precioso texto, quedo encantada con tu espacio.
    Si me permites me quedo para seguirte, abrazos muchos!

    http://sombriabelleza.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  5. "As montanhas suavizam-se a voz do posso e derretem-se a voz do quero." Edward Purinton.

    Belo texto. Ótima escolha.

    Beijos,

    Furtado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. a palavra tem uma força incalculável, Furtado.

      beijo
      obrigada

      Eliminar
  6. Lindas palavras ,querer é poder.
    Grita para jogar tudo pra fora!!
    Adorei conhecer seu blog,beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. olá Nelma, bem vinda ao lugar do Vento ;)
      obrigada
      beijinho

      Eliminar